quarta-feira, abril 10, 2013

Exercício de Sociologia - Teorias Clássicas da Sociologia.

01. Segundo o pensamento de Max Weber, o principal objeto de estudo da sociologia era:
a) Os Fatos Sociais.
b) As Relações Sociais.
c) As Instituições Sociais.
d) As Ações Sociais.
e) Os Papeis e Status Sociais.

02. Émile Durkheim (1858-1917) aborda, no primeiro capítulo da sua obra As regras do método sociológico, o conceito de:
a) caos social.
b) realidade social.
c) fato social.
d) arrogância social.
e) ganância social.

03. A Sociologia surge como área do conhecimento ao longo do século XIX. Dentre seus teóricos, é CORRETO citar os nomes de:
a) Marx, Engels e Wagner.
b) Comte, Darwin e Lavoisier.
c) Comte, Marx e Weber.
d) Weber, Freud e Locke.
e) Descartes, Engels e Wagner.

04.Leia o fragmento abaixo, de Karl Marx.

Com o próprio funcionamento, o processo capitalista de produção reproduz, portanto, a separação entre a força de trabalho e as condições de trabalho, perpetuando, assim, as condições de exploração do trabalhador. Compele sempre o trabalhador a vender sua força de trabalho para viver, e capacita sempre o capitalista a comprá-la. MARX, K. O capital, Livro I, O processo de produção do Capital [Vol. II]. Trad. De Reginaldo Sant.Anna. 11.ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1987, p. 672.

De acordo com o filósofo alemão, a condição do trabalhador na economia capitalista clássica é:

I . de realização plena da sua capacidade produtiva, alcançando a autonomia financeira e a satisfação dos valores existenciais tão almejados pela humanidade, desde os primórdios da história.
II . de alienação, pois os trabalhadores possuem apenas sua capacidade de trabalhar, que é vendida ao capitalista em troca do salário, por isso, a produção não pertence ao trabalhador, sendo-lhe estranha.
III . de superação da sua condição de ser natural para tornar-se ser social, liberto graças à divisão do trabalho, que lhe permite o desenvolvimento completo de suas habilidades naturais na fábrica.
IV . de coisa, isto é, o trabalhador é reificado, tornando-se mercadoria, cujo preço é o salário, ao passo que as coisas produzidas pelo trabalhador, na ótica capitalista, parecem dotadas de existência própria.

Assinale a alternativa que apresenta as assertivas corretas.
a) II e IV
b) I e II
c) II e III
d) III e IV

05. Sobre o conceito de Ação Social assinale a alternativa incorreta:
a) São atitudes solidárias e afetuosas presentes no convívio comunitário.
b) A Ação social deve ser entendida como uma conduta humana sempre que o sujeito ou os sujeitos da ação envolvam-na de um sentido histórico, social e subjetivo.
c) Uma conduta dotada de sentidos e formulada na própria sociedade.
d) A Ação Social estabelece um vínculo comunicativo e social com outros indivíduos.

06. (UPE) Dentre os principais autores articuladores da Sociologia na sua fase inicial de desenvolvimento, é CORRETO citar os nomes de :
a) Marx e Foucault.
b) Comte e Durkheim.
c) Descartes e Marx.
d) Aristóteles e Comte.
e) Durkheim e Chartier.

07.Sobre a ideia de Ação Social é correto afirmar que:
a) Consiste em toda ação dotada de um sentido criado por meio da relação do indivíduo com outros indivíduos ou com a própria sociedade.
b) É um conceito formulado pelos teóricos clássicos da sociologia ao definirem toda atitude solidária e afetuosa dentro do convívio comunitário.
c) Seria toda ação individual com objetivo de auxiliar outros indivíduos.
d) É um conceito que se relaciona ao ideal positivista da sociologia, buscando assim, identificar as disparidades entre os comportamentos e os papeis sociais.
e) São atitudes protagonizadas pelos indivíduos com a finalidade de se construir uma vivência comunitária mais afetuosa e igualitária.

08. (Unicentro 2012) Do ponto de vista do agente, o motivo é o fundamento da ação; para o sociólogo, cuja tarefa é compreender essa ação, a reconstrução do motivo é fundamental, porque, da sua perspectiva, ele figura como a causa da ação. Numerosas distinções podem ser estabelecidas e Weber realmente o faz. No entanto, apenas interessa assinalar que, quando se fala de sentido na sua acepção mais importante para a análise, não se está cogitando da gênese da ação, mas sim daquilo para o que ela aponta, para o objetivo visado nela; para o seu fim, em suma.  COHN, Gabriel (Org.). Max Weber: sociologia. São Paulo: Ática, 1979. 

A categoria weberiana que melhor explica o texto em evidência está explicitada em:
a) A ação social possui um sentido que orienta a conduta dos atores sociais.
b) A luta de classes tem sentido porque é o que move a história dos homens. 
c) Os fatos sociais não são coisas, e sim acontecimentos que precisam ser analisados. 
d) O tipo ideal é uma construção teórica abstrata que permite a análise de casos particulares. 
e) O sociólogo deve investigar o sentido das ações que não são orientadas pelas ações de outros. 

09. Karl Marx em seus escritos filosóficos e econômicos propõe um entendimento sobre a sociedade a partir da análise:
a) dos Fatos Sociais.
b) dos Fatos Econômicos.
c) das Ações Sociais.
d) dos Fatos Históricos.
e) dos Fatos Políticos.

10. O sociólogo que primeiro formulou os estudos sobre os fatos sociais, identificando esses como objeto de estudo da sociologia foi:
a) Max Weber.
b) Émlie Durkheim.
c) Karl Marx.
d) August Comte.
e) Hebert Marcuse.

11. Quando afirmamos que os Fatos Sociais são exteriores aos indivíduos, estamos afirmando que:
a) Eles exercem uma pressão no indivíduo, mas que pode ser superado pela simples vontade contrária.
b) Eles envolvem todos os indivíduos por meio de mecanismos de controle social.
c) Os fatos estão acima da vontade individual das pessoas.
d)Todos os fatos sociais são genéricos e facultativos aos indivíduos de uma sociedade.
e) Eles são apenas parâmetros a serem seguidos sem nenhuma relação com a vida social, pelo menos no ponto de vista prático.

12. (UPE) Sobre o pensamento de Emile Durkheim, é INCORRETO afirmar que ele:
a) não compartilha com Auguste Comte a preocupação com a ordem social.
b) caracterizava a sociedade industrial como um estado de anomia.
c) era otimista em relação ao industrialismo.
d) teve como uma de suas temáticas o suicídio.
e) considerava os fatos sociais como coercitivos e exteriores às consciências individuais.

13. (UPE) A Sociologia, como área específica do conhecimento, surge entre os séculos XVIII e XIX. Para a consolidação do pensamento sociológico, foram importantes os estudos de vários teóricos, dentre os quais, é INCORRETO afirmar a presença de:
a) Augusto Comte.
b) Karl Marx.
c) Isaac Newton.
d) Émile Durkheim.
e) Max Weber.

14. Marque a alternativa que não corresponde as características ligadas aos Fatos Sociais.
a) Exterioridade, Objetividade e Subjetividade.
b) Coercitividade, Exterioridade e Generalidade.
c) Generalidade, Exterioridade e Subjetividade.
d) Subjetividade, Objetividade e Generalidade.

15. (UPE) “Nos primeiros tempos da História, por quase toda parte, encontramos uma disposição complexa da sociedade, em várias classes, uma variada graduação de níveis sociais”. MARX, Karl; ENGELS, Friedrich Engels. O Manifesto Comunista. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996. p. 9. 1 Adaptado.

O texto de Marx e Engels faz referência à:
a) igualdade social.
b) luta de classes.
c) mais valia.
d) hierarquização social.
e) alienação.
 ############################################################################################################





















01. Segundo o pensamento de Max Weber, o principal objeto de estudo da sociologia era:
a) Os Fatos Sociais.
b) As Relações Sociais.
c) As Instituições Sociais.
d) As Ações Sociais.
e) Os Papeis e Status Sociais.

02. Émile Durkheim (1858-1917) aborda, no primeiro capítulo da sua obra As regras do método sociológico, o conceito de:
a) caos social.
b) realidade social.
c) fato social.
d) arrogância social.
e) ganância social.

03. A Sociologia surge como área do conhecimento ao longo do século XIX. Dentre seus teóricos, é CORRETO citar os nomes de:
a) Marx, Engels e Wagner.
b) Comte, Darwin e Lavoisier.
c) Comte, Marx e Weber.
d) Weber, Freud e Locke.
e) Descartes, Engels e Wagner.

04.Leia o fragmento abaixo, de Karl Marx.

Com o próprio funcionamento, o processo capitalista de produção reproduz, portanto, a separação entre a força de trabalho e as condições de trabalho, perpetuando, assim, as condições de exploração do trabalhador. Compele sempre o trabalhador a vender sua força de trabalho para viver, e capacita sempre o capitalista a comprá-la. MARX, K. O capital, Livro I, O processo de produção do Capital [Vol. II]. Trad. De Reginaldo Sant.Anna. 11.ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1987, p. 672.

De acordo com o filósofo alemão, a condição do trabalhador na economia capitalista clássica é:

I . de realização plena da sua capacidade produtiva, alcançando a autonomia financeira e a satisfação dos valores existenciais tão almejados pela humanidade, desde os primórdios da história.
II . de alienação, pois os trabalhadores possuem apenas sua capacidade de trabalhar, que é vendida ao capitalista em troca do salário, por isso, a produção não pertence ao trabalhador, sendo-lhe estranha.
III . de superação da sua condição de ser natural para tornar-se ser social, liberto graças à divisão do trabalho, que lhe permite o desenvolvimento completo de suas habilidades naturais na fábrica.
IV . de coisa, isto é, o trabalhador é reificado, tornando-se mercadoria, cujo preço é o salário, ao passo que as coisas produzidas pelo trabalhador, na ótica capitalista, parecem dotadas de existência própria.

Assinale a alternativa que apresenta as assertivas corretas.
a) II e IV
b) I e II
c) II e III
d) III e IV

05. Sobre o conceito de Ação Social assinale a alternativa incorreta:
a) São atitudes solidárias e afetuosas presentes no convívio comunitário.
b) A Ação social deve ser entendida como uma conduta humana sempre que o sujeito ou os sujeitos da ação envolvam-na de um sentido histórico, social e subjetivo.
c) Uma conduta dotada de sentidos e formulada na própria sociedade.
d) A Ação Social estabelece um vínculo comunicativo e social com outros indivíduos.

06. (UPE) Dentre os principais autores articuladores da Sociologia na sua fase inicial de desenvolvimento, é CORRETO citar os nomes de :
a) Marx e Foucault.
b) Comte e Durkheim.
c) Descartes e Marx.
d) Aristóteles e Comte.
e) Durkheim e Chartier.

07.Sobre a ideia de Ação Social é correto afirmar que:
a) Consiste em toda ação dotada de um sentido criado por meio da relação do indivíduo com outros indivíduos ou com a própria sociedade.
b) É um conceito formulado pelos teóricos clássicos da sociologia ao definirem toda atitude solidária e afetuosa dentro do convívio comunitário.
c) Seria toda ação individual com objetivo de auxiliar outros indivíduos.
d) É um conceito que se relaciona ao ideal positivista da sociologia, buscando assim, identificar as disparidades entre os comportamentos e os papeis sociais.
e) São atitudes protagonizadas pelos indivíduos com a finalidade de se construir uma vivência comunitária mais afetuosa e igualitária.

08. (Unicentro 2012) Do ponto de vista do agente, o motivo é o fundamento da ação; para o sociólogo, cuja tarefa é compreender essa ação, a reconstrução do motivo é fundamental, porque, da sua perspectiva, ele figura como a causa da ação. Numerosas distinções podem ser estabelecidas e Weber realmente o faz. No entanto, apenas interessa assinalar que, quando se fala de sentido na sua acepção mais importante para a análise, não se está cogitando da gênese da ação, mas sim daquilo para o que ela aponta, para o objetivo visado nela; para o seu fim, em suma.  COHN, Gabriel (Org.). Max Weber: sociologia. São Paulo: Ática, 1979. 

A categoria weberiana que melhor explica o texto em evidência está explicitada em:
a) A ação social possui um sentido que orienta a conduta dos atores sociais.
b) A luta de classes tem sentido porque é o que move a história dos homens. 
c) Os fatos sociais não são coisas, e sim acontecimentos que precisam ser analisados. 
d) O tipo ideal é uma construção teórica abstrata que permite a análise de casos particulares. 
e) O sociólogo deve investigar o sentido das ações que não são orientadas pelas ações de outros. 

09. Karl Marx em seus escritos filosóficos e econômicos propõe um entendimento sobre a sociedade a partir da análise:
a) dos Fatos Sociais.
b) dos Fatos Econômicos.
c) das Ações Sociais.
d) dos Fatos Históricos.
e) dos Fatos Políticos.

10. O sociólogo que primeiro formulou os estudos sobre os fatos sociais, identificando esses como objeto de estudo da sociologia foi:
a) Max Weber.
b) Émlie Durkheim.
c) Karl Marx.
d) August Comte.
e) Hebert Marcuse.

11. Quando afirmamos que os Fatos Sociais são exteriores aos indivíduos, estamos afirmando que:
a) Eles exercem uma pressão no indivíduo, mas que pode ser superado pela simples vontade contrária.
b) Eles envolvem todos os indivíduos por meio de mecanismos de controle social.
c) Os fatos estão acima da vontade individual das pessoas.
d)Todos os fatos sociais são genéricos e facultativos aos indivíduos de uma sociedade.
e) Eles são apenas parâmetros a serem seguidos sem nenhuma relação com a vida social, pelo menos no ponto de vista prático.

12. (UPE) Sobre o pensamento de Emile Durkheim, é INCORRETO afirmar que ele:
a) não compartilha com Auguste Comte a preocupação com a ordem social.
b) caracterizava a sociedade industrial como um estado de anomia.
c) era otimista em relação ao industrialismo.
d) teve como uma de suas temáticas o suicídio.
e) considerava os fatos sociais como coercitivos e exteriores às consciências individuais.

13. (UPE) A Sociologia, como área específica do conhecimento, surge entre os séculos XVIII e XIX. Para a consolidação do pensamento sociológico, foram importantes os estudos de vários teóricos, dentre os quais, é INCORRETO afirmar a presença de:
a) Augusto Comte.
b) Karl Marx.
c) Isaac Newton.
d) Émile Durkheim.
e) Max Weber.

14. Marque a alternativa que não corresponde as características ligadas aos Fatos Sociais.
a) Exterioridade, Objetividade e Subjetividade.
b) Coercitividade, Exterioridade e Generalidade.
c) Generalidade, Exterioridade e Subjetividade.
d) Subjetividade, Objetividade e Generalidade.

15. (UPE) “Nos primeiros tempos da História, por quase toda parte, encontramos uma disposição complexa da sociedade, em várias classes, uma variada graduação de níveis sociais”. MARX, Karl; ENGELS, Friedrich Engels. O Manifesto Comunista. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996. p. 9. 1 Adaptado.

O texto de Marx e Engels faz referência à:
a) igualdade social.
b) luta de classes.
c) mais valia.
d) hierarquização social.
e) alienação.
 ############################################################################################################





















1 comentários:

Luzimária Reis disse...

Gostei muito dessa atividade, mas senti falta do gabarito apenas pra confirmar minhas respostas. Seria possível disponibilizar aqui? Agradeço pela atenção.